This website uses cookies to ensure you get the best experience on our website.
A instituição financeira russa apoiará a BioCubaFarma no desenvolvimento de medicamentos para doenças geriátricas e oncológicas

No âmbito da 27ª edição do Fórum Económico Internacional de São Petersburgo, o director-geral do Fundo Russo de Investimento Directo, Kiril Dmitriev, reconheceu que "a empresa BioCubaFarma tornou-se o primeiro parceiro do RDIF na República de Cuba".

O Fundo Russo de Investimento Directo (RDIF) investirá mais de 11,2 milhões de dólares para desenvolver, juntamente com a BioCubaFarma, medicamentos inovadores para doenças geriátricas e oncológicas.


De acordo com o director-geral do fundo, Kiril Dmitriev, o investimento inicial de até mil milhões de rublos (11,26 milhões de dólares à taxa de câmbio actual) poderá ser multiplicado por dez no futuro, em conformidade com a prioridade dada pela instituição ao sector da saúde.


 "Estamos a tentar atrair os melhores produtores de medicamentos do mundo para o mercado russo, a fim de localizar a investigação e a produção, substituir as importações e criar uma base industrial própria", afirmou.


Através do anúncio, feito no contexto da 27ª edição do Fórum Económico Internacional de São Petersburgo, Dmitriev reconheceu que "a BioCubaFarma se tornou o primeiro parceiro da RDIF na República de Cuba".


O executivo assegurou que "os investimentos em biofarmacêutica e o desenvolvimento de medicamentos para doenças geriátricas e oncológicas acabarão por facilitar a ajuda a um maior número de pacientes e expandir significativamente as capacidades da medicina russa".


O grupo BioCubaFarma dedica-se à investigação, desenvolvimento, produção e comercialização de medicamentos, sistemas de diagnóstico, equipamento e serviços de alta tecnologia. Esta corporação biofarmacêutica é composta por 46 empresas, 33 das quais estão localizadas em Cuba e 13 no estrangeiro.


A presente edição do Fórum Económico Internacional de São Petersburgo decorre até 8 de Junho, com a participação de representantes de 136 países, entre os quais Cuba, que participa com uma delegação chefiada pelo vice-primeiro-ministro Ricardo Cabrisas Ruiz e composta por funcionários das pastas dos Transportes, do Comércio Externo e Investimento e dos Negócios Estrangeiros.

Fonte:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Math Captcha
53 + = 54


7b04795eec6df9aa76f363fc6baec02b-us20